Nossa História

Esta igreja foi iniciada em resposta de oração de uma pessoa. O missionário da ABWE Norman Nicklas estava passando pela Estrada de Campo limpo em uma noite quando de repente houve um blackout e estava tão escuro que não dava para continuar viagem. Ele parou seu carro em frente à entrada que hoje é o condomínio Horto do Ypê e orou. Pediu a Deus que enviasse missionários para plantarem uma igreja neste lugar e acabar com a escuridão espiritual de Campo Limpo.

Em outra igreja chamada Chácara Santo Antônio, um grupo de pessoas estava orando para iniciarem uma congregação liderada pelo recém chegado missionário Pr. Allan e Robin Cuthbert. Após várias pesquisas do lugar adequado, Pr. Allan iniciou um estudo bíblico no apartamento no condomínio São Paulo no conjunto Inocoop. O casal Gabriel e Irene Szilage abriu sua casa e convidaram seus amigos para o estudo da Bíblia. Logo chegou um casal animado e cheio de vontade de conhecer a Bíblia, eram os irmãos Nivaldo e Telma Ramos. Vários outros foram chegando e já não cabiam mais no apartamento. Estes irmãos decidiram alugar uma casa na Estrada de Campo Limpo numero 1001 onde havia espaço para cultos e Escola Dominical. Com o estudo no livro de Efésios feito pelo Pr. Allan, muitos casais chegaram e se uniram a esta igreja tornando-a  uma família.

Vários irmãos contribuíram para o início deste trabalho. Líderes exemplares como Pr. Davi e Vicki Bennett, Pr. Jackson e Dona Telma Moore, Luzimar que não era Moura ainda, Antônio Carlos e Márcia Rodrigues, Décio e Leila Lima, Nivaldo e Telma Ramos, Carlos e Mara Pacheco, e dezenas de outros que estão arrolados no livro da vida.

A igreja cresceu e o problema da falta de espaço começou.  Alugamos uma nova casa ao lado só para Escola Dominical e berçário.  As senhoras Luzimar e Robin lideraram esse ministério (berçário e maternal) e nesse período dezenas de casais jovens chegaram e se converteram e estão aqui até hoje.

Em 1986 foi iniciado o Programa Timóteo de estágio para seminaristas. Moisés com sua namorada Luzimar foram os primeiros e se casaram durante o estágio. Ao término do estágio, a igreja que já tinha uns 40 membros decidiu convidá-los para o pastorado com tempo integral.

No ano seguinte 1987 a missão ABWE nos doou um terreno dentro do que seria hoje condomínio Horto do Ypê onde fizemos um galpão provisório liderado pelo irmão Valentin Manzine. Ficou feio e pequeno. No dia da inauguração uma arvore caiu em cima e derrubou tudo. Ninguém se machucou, pois só o Pr. Moisés estava dentro na hora do acidente. Fizemos um maior e mais bonito. E nos congregamos lá por muitos anos (para quem não sabe, este prédio ficava ao lado no estacionamento mais baixo).

O programa de estágio continuou e dezenas de estagiários passaram por nosso programa. Um baiano muito inteligente da igreja dos irmãos Menonitas decidiu fazer um estágio com os Batistas. Edgar Rodrigues Donato se uniu a equipe e provou ter chamado pastoral e dons ministeriais importantes para a igreja. Após o estágio foi chamado para pastorear em outra Igreja Batista Regular.

O prédio provisório não aguentou muito tempo, pois a igreja não parava de crescer e a demanda para construção do prédio era cada vez mais intensa. Após quase dois anos de espera na prefeitura para aprovação, iniciamos a construção deste prédio em 1990. Em um domingo ensolarado de janeiro fizemos ao ar livre aqui mesmo o famoso “culto do buraco” ou culto de lançamento de fundação. Mais ou menos cento e cinquenta pessoas participaram do culto e assinaram o termo de adesão e compromisso de membro ativo do Horto.

A obra se iniciou a todo vapor com a Construtora Manzine seguindo o projeto do Dr. Walfredo Tomé. Em uma segunda feria de dezembro, Pr. Allan e Moisés decidiram que também eram construtores e vieram consertar os buracos no telhado do prédio provisório. Vocês já sabem o resto da história. Os dois caíram dentro do prédio trancado e não fosse pela ajuda do hoje Pastor Josué Amaral os dois morreriam trancados dentro da igreja. Levou meses para recuperação total dos pastores, mas a igreja do Horto se mostrou forte nesta hora com diáconos e líderes que mantiveram a ordem e o cuidado da igreja. Como nos orgulhamos dos liderem maduros que o nosso Deus nos deu.

A história da igreja mudou. Alguns dizem que podemos definir o Horto como “antes e depois da queda.” Bom, me refiro à queda dos pastores do telhado. Após isto notamos como nunca que líderes fortes fazem uma igreja forte. Mais tempo e treinamento foram então direcionados para os líderes, de tal maneira que os pastores se tornaram “equipadores” do rebanho. Formamos o projeto Jetro, emprestado do sogro de Moisés na Bíblia, onde os pastores alimentam o rebanho e treinam os líderes para executarem as obras menores. De novo, a ideia Bíblica funcionou e a igreja cresceu sem parar.

Foi necessário mais uma vez aumentar o quadro pastoral e desta vez o nosso baiano já casado com Sandra foi chamado para completar a equipe pastoral em 1994, que era formada por Moisés e Allan. A equipe não podia ser melhor. A combinação de dons diferentes e a amizade que havia entre os três pastores eram tudo que a igreja precisava para deslanchar em crescimento equilibrado. Mas no ano seguinte Pastor Allan teve que voltar aos EUA para cuidar da saúde de sua esposa, e iniciar um ministério internacional de treinamento de líderes.

O prédio onde nos reunimos agora foi então completado e dedicado para o Senhor. Foi entregue a Deus para ser instrumento que traz glória á Ele; para equipar os crentes à obra do ministério, e para servir de Farol que ilumina mostrando o caminho da salvação aos perdidos que estão em trevas.

No ano 2000, depois que percebemos que o “Bug do milênio” não destruiu o mundo e que os computadores não deram pane, entendemos que a igreja precisava se reestruturar para continuar crescendo no novo milênio. A igreja decidiu unânime chamar um dos seus filhos que já tinha sido diácono por mais de dez anos e que tinha recebido o chamado pastoral. Pastor Gilberto e sua esposa Gisélia Bruno entraram para fortalecer a equipe pastoral e dar um tom de cuidado mais pessoal ao rebanho. A visão deu certo. De novo a igreja deslanchou em uma fase de crescimento mais íntimo e maduro, investindo em grupos de estudos bíblicos e novas congregações.

A partir de 2009, os lideres reuniram-se e cunharam a visão e os valores.

Visão: “Vivemos para glorificar a Deus,  impactar vidas e fazer discípulos de Jesus.”

Valores: Arraigados na Palavra, Valoriza a família, Evangelismo e Missões, Busca da Excelência, Vida Cristã Autêntica e Relacionamentos Saudáveis.

Foi nesse período que os líderes buscaram treinamento a fim de adotar os Pequenos Grupos como estratégia de crescimento.

Em 2011 iniciou como estagiário o recém formado Pr Andre Santana e após 8 meses foi incluso como pastor em tempo integral em nossa comunidade.

Também em 2011 o Pr Paulo Ortiz tornou-se parte equipe pastoral, uma vez que o Pr Gilberto Bruno assumiu uma de nossas congregações.

Como vocês percebem, a história desta igreja é de oração com lutas e vitórias prosseguindo para o alvo. Os desafios continuam e o maior deles é encontrar um espaço maior que as atuais instalações do Horto, visto que a comunidade cresce em todos os sentidos e nosso local já não comporta mais.

Share This